“Empresa-mãe” da Zara respira de alívio e “rompe teto” de previsões com faturação de 421 milhões de euros

A Inditex faturou 421 milhões de euros durante o primeiro trimestre, uma boa notícia, face às perdas de 409 milhões de euros registadas no mesmo período homólogo do ano anterior.

O saldo positivo superou mesmo as previsões dos especialistas, que tinham previsto uma faturação de 358 milhões de euros.

As receitas atingiram os 4.942 milhões de euros, 50% a mais quando comparadas com os 3.303 milhões de euros observados no ano anterior. Também aqui a “empresa-mãe” da Zara voltou a surpreender os especialistas, que apenas esperavam 4.880 milhões de euros.

As vendas cresceram em todas as áreas geográficas e em todas as cadeias. As vendas na loja e online de maio e de junho de 2021 cresceram 102% em relação ao mesmo período de 2020 e 5% , em relação aos mesmos meses de 2019.

A margem bruta de vendas bateu nos 2.962 milhões de euros, 59,9% nas vendas, contra 58,4% registados no ano anterior, 152 pontos percentuais a mais do que em 2020 e 47 pontos percentuais em relação a 2019.

Da mesma forma, o resultado operacional bruto (Ebitda) atingiu os 1.235 milhões de euros, 155% a mais do que há um ano, enquanto o resultado operacional líquido (Ebit) é de 569 milhões de euros. A situação financeira líquida da Inditex foi de 7.176 milhões de euros, 25% a mais do que observado no período homólogo do ano anterior.

Em termos de investimento, a empresa segue o seu plano de aplicar mil milhões de euros na transição digital e 1.700 milhões de euros na plataforma integrada de lojas entre 2020 e 2022.

Conforme anunciado em março, o conselho de administração da Inditex vai propor à assembleia de acionistas a aprovação de um dividendo de 0,70 euros por ação a partir dos resultados do exercício de 2020. Este dividendo consiste em dois pagamentos iguais de 0,35 euros por ação: o primeiro já foi feito no dia 3 de maio de 2021 e o segundo será realizado a 2 de novembro de 2021.

Na introdução do relatório de contas enviado à Comissão Nacional de Valores Mobiliários, o presidente da Inditex, Pablo Isla, destacou como “a diferenciação e a transformação estratégica do grupo,  para um modelo de negócio totalmente integrado, digital e sustentável, continua a produzir resultados”.

Ler Mais


Comentários
Loading...