Elon Musk: 6 segredos para o sucesso do homem mais rico do mundo

O património de Elon Musk ultrapassou os 185 mil milhões de dólares à boleia do aumento do preço das ações da sua empresa de carros elétricos, a Tesla, elevando-o a pessoa mais rica do mundo, ultrapassando o fundador da Amazon, Jeff Bezos.

Mais do que nunca, importa saber qual é o segredo do seu sucesso. Em entrevista à BBC News, o bilionário partilhou a sua história e deixou como que um guia para o sucesso nos negócios.

1- Não é uma questão de dinheiro

Este ponto é absolutamente central para a forma como Elon Musk lida com os seus negócios. Quando a BBC o entrevistou em 2014, disse que não sabia quão rico era. Reconhece que não tem nada contra quem procura a riqueza mas deve “ser  feita de uma forma ética e correta”, mas garante que não é isso que o move. E esta abordagem parece estar a funcionar. Musk, a inspiração do ator Robert Downey Jr para desempenhar o papel de Tony Stark em o ‘Homem de Ferro’, detinha cerca de 10 mil milhões aquando da entrevista. A sua empresa de carros elétricos, a Tesla, teve um desempenho particularmente bom com as ações a disparar no último ano, elevando seu valor de mercado para mais de 700 mil milhões. Com este dinheiro, seria possível comprar a Ford, General Motors, BMW, Volkswagen e Fiat Chrysler, e ainda sobraria o suficiente para comprar a Ferrari.

Mas Musk, que completa 50 anos este ano, não espera morrer rico. E afirma que a maior parte do seu dinheiro será gasto na construção de uma base em Marte e não ficará surpreendido se este projeto consumir toda a sua fortuna.

2- Corra atrás das paixões

Essa base em Marte é uma pista para o que Elon Musk acredita ser a chave para o sucesso. “Se quer que as coisas no futuro sejam melhores, tem de querer coisas novas e empolgantes que tornam a vida melhor”, resslavou. Tome-se como exemplo o SpaceX, sobre a qual admitiu que montou a empresa porque estava frustrado com o facto de o programa espacial dos EUA não ser mais ambicioso.

“Esperava que avançássemos para além da Terra, colocássemos uma pessoa em Marte e tivéssemos uma base na Lua e tivéssemos, voos em órbita muito frequentes”, enumerou. Sem perspetiva de que isso acontecesse, teve a ideia da “Missão Mars Oasis”, que visava enviar uma pequena estufa ao planeta vermelho. A ideia era deixar as pessoas novamente empolgadas com o espaço e persuadir o governo dos Estados Unidos a aumentar o orçamento da NASA. Enquanto tentava fazer esse projeto decolar, Musk percebeu que o problema não era “falta de vontade, mas sim falta de caminho”, a tecnologia espacial era muito mais cara do que precisava ser.

Pouco tempo depois, nascia o negócio de lançamento de foguetes mais barato do mundo. E o importante é que sua génese não foi ganhar dinheiro, mas levar uma pessoa a Marte. Musk assume que se considera mais um engenheiro do que um investidor, e que o que o faz acordar de manhã é a vontade de resolver problemas técnicos.

3 – Não tenha medo de pensar grande

Uma das coisas realmente impressionantes sobre os negócios de Elon Musk é o quão audaciosos eles são. Ele quer revolucionar a indústria automóvel, colonizar Marte, construir comboios super-rápidos em túneis a vácuo, integrar inteligência artificial nos cérebros humanos e derrubar as indústrias de energia solar e baterias. Há uma linha comum aqui. Todos os seus projetos são o tipo de fantasias futurísticas que se encontram numa qualquer revista infantil no início dos anos 1980. E Musk não esconde o facto de que foi inspirado pelos livros e filmes que consumia quando criança na África do Sul.

Por isso sublinha: não se reprima. Musk acredita que a baixa ambição está embutida na maioria das empresas. Muitas empresas são “incrementalistas”, disse. “Se você é o CEO de uma grande empresa e almeja algo que seja uma melhoria modesta, e leva mais tempo do que o esperado e não funciona tão bem, então ninguém o vai culpar. E pode sempre dizer dizer que ‘a culpa não foi minha, foram os fornecedores'”, salientou.

Mas “se formos ousados e procurarmos  uma melhoria realmente revolucionária, e ela não funcionar, então seremos mesmo demitidos”, argumenta. Para Musk é por isso que a maioria das empresas se concentra em fazer pequenas melhorias nos seus produtos, em vez de ousar imaginar outros completamente novos. Portanto, o seu conselho é ter a certeza de que está a trabalhar no que chama de “coisas que vão importar”.

4- Esteja pronto para assumir riscos

Este é um ponto óbvio. Tem que se saber jogar o jogo para ter bons resultados mas Musk correu mais riscos do que a maioria. Em 2002, vendeu as participações nos dois primeiros empreendimentos, um guia da cidade na Internet chamado Zip2 e a empresa de pagamento online PayPal. Musk tinha acabado de entrar na casa dos 30 anos e tinha quase 200 milhões no banco. E diz que o seu plano era colocar metade da fortuna nos negócios e ficar com a outra metade. As coisas não funcionaram assim e seguiu-se um o período mais sombrio da sua vida empresarial.

As novas empresas enfrentaram todos os tipos de problemas iniciais. Os três primeiros lançamentos da SpaceX falharam e a Tesla teve todos os tipos de problemas de produção, de cadeia de fornecimentos e de design. Então veio a crise financeira. Musk disse que enfrentou uma escolha difícil. “Poderia ficar com o dinheiro eentão as empresas definitivamente morreriam, ou investir o que me restava e talvez houvesse uma hipótese”, explicou. E continuou a injetar dinheiro.

5 – Ignore as críticas

“A schadenfreude (satisfação perante o infortúnio de outra pessoa) foi realmente surpreendente”, disse Musk. “Havia vários sites de blog a fazer uma vigília da morte da Tesla”, recorda Musk, rejeitando que as pessoas queriam que ele falhasse porque havia uma espécie de arrogância na sua ambição.

O importante é não dar ouvidos aos críticos, por isso Musk ignorou os seus detratores e foi em frente. E porquê? Este é um homem que julga o sucesso com base nos problemas importantes que resolveu, não em quanto dinheiro ganhou. O que pode ser libertador. Ele não está preocupado em ‘fica mal visto’ porque a sua grande aposta financeira não valeu a pena, o que o preocupa é seguir ideias importantes. Isso torna a tomada de decisões muito mais simples porque pode manter o foco no que acredita ser realmente importante. E o mercado parece gostar do que está a fazer. Em outubro, o banco de investimento americano Morgan Stanley avaliou a SpaceX em 100 mil milhões.

6 – Divirta-se

Siga este guia e, com um pouco de sorte, também se tornará incrivelmente rico e famoso. E pode começar a sair do seu casulo. Elon Musk é notoriamente um workaholic e orgulha-se de trabalhar 120 horas por semana para manter a produção do Tesla Model 3 no caminho certo. Mas, cada vez mais, deixa perceber que já se consegue divertir. Ele gerou polémicas com processos por difamação, uso de drogas e explosões violentas nas redes sociais. Em 2018, teve problemas com o regulador financeiro dos EUA e quando a pandemia da Covid-19 forçou a Tesla a encerrar a produção na sua fábrica na área da baía de São Francisco, tornou-se um oponente das restrições de bloqueio de novo coronavírus. No final, nenhuma das polémicas o impediu de ‘viver e saborear’ cada vitória e cada conquista.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.