pub

“Egoísta e imprudente”. Mais de 700 economistas opõem-se à reeleição de Trump

«Em apenas um mandato, Donald Trump tornou os Estados Unidos irreconhecível e não enfrentou consequências por fazê-lo», afirmam mais de 700 economistas numa carta aberta divulgada esta semana para tentar impedir a reeleição do actual presidente dos EUA. Os signatários, onde se incluem vencedores de Prémios Nobel, descrevem Donald Trump como uma pessoa «egoísta e imprudente».

Entre os vários motivos apontados para justificar a importância de não manter Donald Trump na Casa Branca, surgem a «abordagem caótica e ineficaz» às negociações com parceiros comerciais, que resultou na interrupção de cadeias de abastecimento e em dificuldades acrescidas para os agricultores norte-americanos. «Tudo isto sem atingir o seu objectivo de reduzir o défice», sublinham.

Os mais de 700 economistas lembram ainda que Donald Trump garantiu ter uma capacidade única de gerar crescimento (em PIB real) entre 4 e 6%, mas que nunca ultrapassou os 2,9%.

A resposta falhada à pandemia de COVID-19 é outro dos pontos mencionados na carta aberta, bem como o conflito entre o crescimento económico e a saúde pública. «Na verdade, muitos países que têm sido mais eficazes nos esforços de controlo do vírus também tiveram um melhor desempenho económico», indicam.

A disseminação de desinformação, especialmente em tempo de crise, o ataque à liberdade religiosa, os comentários racistas e o clima de corrupção são também citados como motivos para que as pessoas não votem em Donald Trump.

«Recomendamos fortemente que o eleitorado faça o que mais ninguém pode: reclame a sua democracia ao votar para retirar Donald Trump do governo.»

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...