É oficial: Madrid avança para a fase 1 do desconfinamento a partir de 25 de Maio

O Ministério da Saúde espanhol aprovou finalmente a passagem de Madrid para a fase 1 do plano de desconfinamento, a partir da próxima segunda-feira, dia 25 de Maio, avança o jornal espanhol ‘El Confidencial’.

Depois de duas semanas de crescente tensão política que levou o governo regional a denunciar o executivo do primeiro-ministro Pedro Sánchez, perante o Supremo Tribunal, a comunidade presidida por Isabel Díaz Ayuso recebeu o telefonema de confirmação do governo esta sexta-feira, antes da conferência de imprensa na qual o executivo vai alargar a passagem para todas as regiões de Moncloa.

O ministro da Saúde, Salvador Illa, disse na quinta-feira, que espera que «nos próximos dias» a maior parte do país já se encontre na primeira fase do desconfinamento, um marco que a Comunidade de Madrid, Barcelona e toda a área metropolitana ainda não tinham atingido.

As regiões de Castela e Leão ainda despoletaram algumas dúvidas no Governo espanhol, sobre se deviam ou não avançar para a fase 1, devido à evolução da epidemia e à incidência acumulada, mas «já foram resolvidas», confirmaram fontes do departamento de Illa ao ‘El Confidencial’, na manhã desta sexta-feira.

Desta forma enquanto ainda estava na fase 0, a população apenas podia sair de casa para praticar desporto individual, ou passear com os seus familiares, que habitavam na mesma casa. Ainda nesta fase, alguns restaurantes tinham permissão para reabrir, contudo exclusivamente em regime de take-away ou entregas ao domicilio.

Agora, no avanço para a fase 1, o pequeno comércio já vai poder reabrir com horários específicos para a população idosa, com mais de 65 anos. Também as esplanadas terão permissão para voltar a abrir portas com uma lotação de 50%. Hotéis e alojamentos turísticos estão autorizados a reabrir, à excepção das zonas comuns, bem como os locais de culto, mais uma vez com um limite de 30% da sua capacidade. Também sector agro-alimentar e as pescas estão isentos de limitações.

Apesar destas alterações e de um consequente alívio das restrições, a população com mais de seis anos continua a ser obrigada a utilizar máscara nos transportes e em todos os espaços públicos do país.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...