pub

É oficial: Europa regista agora mais casos de covid-19 por semana do que no pico da pandemia

A Europa está agora a registar mais casos da Covid-19 do que durante aquele que se achava ser o pico da pandemia, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), citados pelo ‘El Pais’.

Apesar de para já os especialistas em saúde pública não saberem ao certo se os novos casos do vírus são golpes de infecções de primavera ou se significam realmente o inicio de uma segunda vaga, os alertas começam a crescer a um ritmo acelerado e preocupante.

Com a expectativa sobre a chegada da vacina e a economia com pouca margem para enfrentar um novo confinamento, medidas de higiene, distância social e uso de máscaras podem ser insuficientes para conter a sua expansão, tal como confirma o director regional da OMS para a Europa, Hans Kluge.

«Estamos perante uma situação muito séria. Os novos casos semanais na Europa já excedem os registados durante o primeiro pico da pandemia. Na semana passada, havia mais de 300 mil infectados», revelou o responsável esta quinta-feira.

O especialista sabe que este aumento se deve também a um reforço da capacidade de testagem, contudo não considera que essa seja uma justificação suficiente. «Embora estes números reflictam mais testes realizados, também mostram taxas de infecção alarmantes em toda a Europa», afirmou.

O epicentro do vírus foi mudando com o passar dos meses. Da China saltou para a Europa, depois para a América com quase 200 mil mortes e sete milhões de infecções nos Estados Unidos, e agora ameaça regressar enquanto causa estragos em países como a Índia, o segundo mais populoso do planeta, onde se espalha com cerca de 90 mil infecções diárias em Setembro.

Na pior das hipóteses, a pandemia pode acabar a voltar para a Europa como um «boomerangue» com a intensidade do passado, ou destruir vários pontos ao mesmo tempo. No caso do Velho Continente, a OMS não é portadora de boas notícias. «Vai ser mais difícil. Em Outubro e Novembro a mortalidade vai aumentar», disse Kluge à agência France Press esta semana.

Segundo dados geridos pela organização, mais de metade dos países europeus registaram aumentos de mais de 10% no número de infecções nas últimas duas semanas, sendo que sete estados viram o seu número duplicar. O Reino Unido registou quase quatro mil novos casos nas últimas 24 horas, o maior desde 8 de maio. A França, com quase 10 mil infecções num dia, ultrapassou os 400 mil casos, já Portugal registou hoje o maior número diário desde Abril, de 770 casos, para um total de 66.396.

A nível global a pandemia da Covid-19 já infectou quase 30 milhões de pessoas em 196 países e territórios, causando ainda mais de 941 mil vítimas mortais, segundo a contagem oficial da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...