Dr. Doom diz que Archegos não é caso único. «Espuma, bolhas e risco» no horizonte

Nouriel Roubini mantém-se fiel às previsões que fizeram com que ficasse conhecido por Dr. Doom. O economista norte-americano garantiu, em entrevista à Bloomberg TV, que o colapso da Archegos Capital Management não é caso único e que outras empresas vão surpreender (pela negativa) os mercados nos próximos tempos.

Na mesma entrevista, o economista alertou para os riscos que as empresas enfrentam atualmente, desde os juros baixos à onda de estímulos orçamentais. Embora possam parecer medidas benéficas, apresentam um potencial de crise significativo no futuro, uma vez que os investidores estão a tomar decisões com base nestes aspetos sem considerar por completo as suas implicações nos próximos anos.

Nouriel Rouboni considera que os rácios preço-luco estarão neste momento ao nível de 1929 ou dos inícios dos anos 2000, precisamente períodos de crise económica. «Assistimos a uma expansão generalizada de espuma, bolhas, riscos e alavancagem», afirma o economista, acrescentando que muitos players arriscaram demasiado «e alguns deles vão explodir».

Além de Roubini, outras vozes já alertaram para os potenciais problemas do otimismo desenfreados. Segundo a Bloomberg, Scott Minerd, da Guggenheim Investments, também faz parte do grupo de investidores preocupado com um novo “caso Archegos”.

Recorde-se que, há cerca de uma semana, o nome Archegos começou a invadir as notícias a propósito do colapso do fundo de capital que arrastou consigo as ações de gigantes como ViacomCBS ou Discovery. O Credit Suisse também adiantou esta semana que o impacto do colapso no seu negócio poderá ascender a 4,4 mil milhões de francos suíços, ou seja, cerca de quatro mil milhões de euros.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...