Do “flexiworking” ao “flexfriday”: Estas são as medidas do Santander para “garantir um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional”

O Santader tem estudado medidas que garantam “um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores”. Do “flexiworking” ao “flexfriday”, são várias as medidas que o banco se encontra a implementar.

“A nova realidade veio mostrar-nos as vantagens do trabalho à distância, mas também, ao mesmo tempo, a importância do escritório como o principal local a partir do qual realizamos o nosso trabalho”, disse o Santander Portugal em declarações à ‘Executive Digest’.

De acordo com o banco, esta realidade obriga a refletir sobre o modo como querem trabalhar no futuro e como poderem oferecer “a melhor experiência aos nossos colaboradores e, consequentemente, aos clientes e à sociedade”.

Assim, nos serviços centrais, o Santander conta ter mais de 70% das equipas a trabalhar presencialmente e, nos balcões, sendo serviços essenciais, as equipas estarão a trabalhar presencialmente a 100%.

“Mas continuaremos a promover medidas de flexiworking, para garantir um equilíbrio entre a vida pessoal e profissional dos colaboradores. Essas medidas incluem, por exemplo, a possibilidade de teletrabalho, desde que as funções o permitam; o flexfriday, que permite iniciar e terminar mais cedo o dia de trabalho à sexta-feira; o horário flexível e o horário de trabalho parcial”, explicam.

Já em Espanha, o Santander vai permitir que os funcionários trabalhem em casa 16 dias por trimestre, ao implementar novos acordos de trabalho remoto após a pandemia, de acordo com fontes próximas do assunto ao jornal ‘elEconomista’.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.