Direção da Vectura anuncia apoio oficial à oferta da Philip Morris International

O futuro da Vectura tem estado rodeado de incerteza, com propostas da Philip Morris International (PMI) e do fundo Carlyle em cima da mesa. No entanto, o caminho escolhido está a tornar-se cada vez mais claro: a direção da empresa britânica especializada no desenvolvimento de equipamentos para o tratamento de doenças respiratórias decidiu apoiar oficialmente a oferta da dona das marcas Marlboro e Iqos.

Segundo avança a agência Europa Press, a direção anunciou a sua intenção de recomendar, de forma unânime, a oferta de compra por 1.020 milhões de libras – equivalente a 1,2 mil milhões de euros – apresentada pela PMI. O anúncio chega depois da Carlyle ter garantido que não pretende melhorar a sua proposta, que neste momento avalia a Vectura em 958 milhões de libras, ou seja, cerca de 1,1 milhões de euros.

“Após cuidadosa consideração de fatores e dos seus deveres fiduciários, a direção da Vectura pretende recomendar por unanimidade a oferta da PMI aos acionistas da Vectura”, indica a farmacêutica em comunicado. Os executivos consideram que os termos da proposta da PMI são justos e razoáveis, com um preço superior ao que a Carlyle apresenta aos acionistas.

Enquanto a Carlyle sugere 1,55 libras por ação (sendo esta a sua proposta derradeira), a PMI oferece 1,65 libras por ação.

A direção sublinha ainda que ambas as partes poderão beneficiar dos recursos financeiros da PMI, bem como do plano delineado no sentido de aumentar o investimento em investigação e desenvolvimento. A PMI pretende manter a Vectura como uma unidade de negócios independente, que servirá para reforçar a atuação da gigante do mundo do tabaco na área terapêutica – isto à medida que a PMI transita para uma nova filosofia pautada pelo fim do fumo.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.