Diáspora: Maya de Almeida fotografa debaixo de água

Maya de Almeida foi atleta de natação no Benfica, headhunter e, hoje, é uma das talentosas especialistas em fotografia debaixo de água em movimento. Premiada e reconhecida internacionalmente pelas suas fotografias subaquáticas, muitas feitas em apneia, que começaram por ter animais como modelos e agora se centram em pessoas.

No âmbito da parceria com o Conselho da Diáspora Portuguesa, a Executive Digest aproveitou para uma pequena conversa com Maya de Almeida.

Como descobriu o “olhar” (através da lente) que a define? 

Não intelectualizo a forma como fotografo, mas posso falar sobre o que me alimenta a alma. É importante dizer que o que difere a área criativa das outras áreas é isso (a menos que o trabalho seja puramente comercial): aquilo que se produz é em grande parte produto do que se está a passar a nível interior nesse momento em particular. Há alturas em que procuro intimidade no trabalho e outras em que estou apaixonada por cor e o movimento, sinto que tenho de “pintar” com luz. O que tem sido consistentemente uma fonte é a música, o movimento e o corpo. O mundo do palco é uma fonte de inspiração enorme.

Leia este artigo na íntegra na edição de Junho de 2019 da Executive Digest.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Marcas vão gastar até 15 mil milhões em Marketing de Influência
Automonitor
Como saber se o carro tem o conta-quilómetros martelado?