DGS: «Não nos parece expectável que seja possível um número de 55 mil pessoas no Santuário» de Fátima

A directora geral da saúde, Graça Freitas, referiu esta quarta-feira que «não nos parece expectável que seja possível um número de 55 mil pessoas no Santuário» de Fátima, para as celebrações do 13 de Outubro, uma vez que não receberam qualquer informação por parte da instituição sobre o sucedido.

Na habitual conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, a responsável confirmou que foi pedida uma audiência com o secretário geral da saúde, na sequência das respectivas celebrações, mas sublinhou que «a Direcção Geral da Saúde (DGS) não sabe onde é que surgiu o número de 55 mil».

«Não nos chegou verdadeiramente nenhum pedido de parecer, nem nenhum plano de contingência ou sequer uma planta do Santuário, pelo que não nos parece expectável que estando nós em situação de contingência, com uma epidemia a subir seja possível um número de 55 mil pessoas no Santuário».

Contudo Graça Freitas reforça que nem a DGS nem qualquer outra autoridade de saúde «foi consultada sobre o assunto», trata-se de «uma apreciação feita muito precocemente, aguardaremos poder vir a colaborar, ajudar o Santuário, mas para isso temos de ter um diálogo, conversações, um plano de contingência», o que neste momento não se verifica.

pub

Comentários
Loading...