De Mark Zuckerberg ao “rei dos cosméticos”: Este é o Top 3 dos “campeões” de venda de ações nos EUA

Nos últimos seis meses, o S&P 500, um dos principais índices bolsistas dos EUA, subiu 28%, estabelecendo novos recordes a cada mês, com os investidores otimistas com o regresso à normalidade. O crescimento financeiro desta tabela refletiu-se no enriquecimento da lista das pessoas mais ricas do mundo, as quais, de forma combinada, conseguiram acumular mais de 4,12 biliões de euros, desde março de 2020.

De acordo com a análise da ‘Forbes’, Ernest Garcia, o maior acionista individual da empresa de e-commerce de carros usados Carvana, condenado por fraude criminal em 1990, devido à sua participação no caso Lincoln Savings & Loan de Charles Keating, foi o que mais ganhou dinheiro no S&P 500, tendo arrecadado um total de quase mil milhões de euros.

Mark Zuckerberg, o fundador do Facebook e com um património liquido de cerca de 100 mil milhões de euros, foi o segundo empresário que mais faturou nesta tabela, tendo levado para casa 1,36 mil milhões de euros, de acordo com a Forbes.

Grande parte das receitas arrecadas por esta venda de ações, como aliás em todos os negócios deste género, desde 2015, foi canalizada para iniciativas sociais, através da sociedade Chan Zuckerberg.

Leonard Lauder, CEO da empresa de cosméticos Estée Lauder, foi o terceiro multimilionário dos EUA que mais ganhou com a venda de ações, tendo arrecadado 998 milhões de euros desde novembro do ano passado. As ações da Estée Lauder mais do que duplicaram desde março de 2020. O irmão mais novo Ronald Lauder vendeu também ele, e em separado, quase 100 milhões de euros de ações da empresa familiar.



Comentários
Loading...