Danone vende participação em empresa chinesa de laticínios

A pressão sobre a Danone continua. Depois de se despedir do diretor geral Emmanuel Faber de anunciar uma mudança operacional em Portugal e em Espanha, o grupo do setor alimentar desvenda agora que decidiu vender uma participação de 9,8% que detinha na China Mengniu Dairy Company.

Segundo avança a Reuters, a administração da Danone está a ser pressionada para assegurar receitas e bons resultados, especialmente por parte de fundos de investimento. Nesse sentido, está a recorrer à venda de ativos, começando pelas ações associadas à China Mengniu Dairy Company, empresa chinesa de laticínios com uma avaliação de mercado de cerca de 21,4 mil milhões de dólares.

Isto significa que os 9,8% vendidos pela Danone poderão permitir encaixar 2,1 mil milhões de dólares, com base nos mais recentes dados do mercado bolsista. A Danone adianta apenas que a venda será realizada através de um processo acelerado de “bookbuilding” – que passa por tentar descobrir o preço de ações a partir da procura registada por parte dos investidores.

Quanto à organização da própria Danone, a estratégia ainda é incerta. O jornal francês Les Echos avançou esta semana que Antoine de Saint-Affrique poderá ser o novo CEO da empresa francesa, mas a Danone recusou comentar a possibilidade.

Emmanuel Faber deixou os cargos de chairman e CEO há cerca de dois meses, depois de alguns membros da administração exigirem a sua demissão. A dona dos iogurtes Actimel e da água Evian cedeu aos pedidos e acabou por afastar o gestor.



Comentários
Loading...