Da falência à guerra de licitações: recuperação do turismo impulsiona Hertz

Em Maio do ano passado, o negócio já enfraquecido da Hertz sofreu o golpe derradeiro com a pandemia de Covid-19 e as restrições às viagens, levando a empresa especializada em rent-a-car a avançar com um processo de insolvência. Agora, cerca de um ano depois, o cenário inverte-se e a iminente recuperação do setor do turismo gera uma onda de interesse pela Hertz, segundo avança o Financial Times.

A Hertz já selecionou até um novo grupo de empresas de private equity que deverão ser responsáveis por liderar o regresso da empresa à sua atividade. Citada pelo Financial Times, a Hertz indica ter recebido uma proposta recentemente por parte da Centerbridge Partners, Warburg Pincus e Dundon Capital Partners que envolve um investimento de até 2,5 mil milhões de dólares.

A Hertz encara a proposta como uma forma de “maximizar a oportunidade da empresa de capitalizar as condições atuais do mercado para o financiamento do seu negócio”, à medida que caminha em frente na reorganização da estrutura e das suas dívidas.

A capitalização de mercado da Hertz ronda os 300 milhões de dólares neste momento, sendo que a empresa espera beneficiar dos planos de vacinação a nível mundial e da vontade dos turistas em viajar. A empresa espera sair do processo de insolvência em Junho, mas ainda é necessário que o tribunal aprove o plano da Centerbridge. Se isso acontecer, os credores terão de votar e dar também luz verde.


Artigos relacionados
Comentários
Loading...