Crise mas pouco. Amazon contratou mais três mil pessoas do que o previsto em 2020 devido à pandemia

A Amazon tem sido uma das poucas que lucrou em 2020, uma vez o aumento do e-commerce nos meses de confinamento tornou necessária a contratação de mais pessoal do que o previsto para o mesmo ano, de acordo com o ‘El Mundo’.

Segundo a mesma publicação, a delegação da gigante norte-americana em Espanha encerrou o ano com 12 mil funcionários, o que significa um aumento de cinco mil face ao ano anterior e três mil comparativamente ao que estava inicialmente previsto.

A empresa criou novos perfis profissionais, desde cargos de nível básico em operações, a fabricantes e engenheiros de software, gestores de negócios, cientistas de dados e técnicos de máquinas.

“É um claro voto de confiança na economia, com a esperança de que possamos contribuir para acelerar a recuperação pós pandemia”, destacou Mariangela Marseglia, Vice-Presidente e Diretora Geral da Amazon para Itália e Espanha.

Para além desses empregos permanentes, a Amazon contratou sete mil pessoas para a campanha do último Natal. Para reconhecer os trabalhadores, bem como operações permanentes e temporárias que estiveram na empresa de 1 de dezembro a 31 de dezembro, a Amazon vai oferecer um bónus de 300 euros para os que trabalharem a tempo inteiro, e outro de um valor mais baixo, para os que trabalharem a tempo parcial.


Comentários
Loading...