Criar e distribuir mais riqueza!

Por Ricardo Florêncio

Esta foi a primeira mensagem passada na 21.ª Conferência da Executive Digest que teve como tema “Os Desafios e Oportunidades” para que Portugal cresça mais, e para que a nossa economia e empresas, sejam mais competitivas e produtivas. Terá mesmo de ser um desígnio e uma ambição de todo o País. Criar e distribuir mais riqueza. Contudo, a ordem tem de ser esta mesma: criar e distribuir. É como semear e colher. Ora, se vamos colher antes de semear, ou se desejamos colher mais do que semeamos, ou vamos colher em seara alheia ou então temos de pedir emprestado. E infelizmente é esta a situação que temos vivido em Portugal nos últimos anos. Temos distribuído mais do que criamos, e daí o substancial aumento a que temos assistido dos valores da dívida pública. Tema desvalorizado por muitos, esquecido por outros. Mas, e como uma metáfora muito utilizada, temos um elefante na sala, que ninguém quer ver. E se temos de olhar para o lado da despesa com atenção, nomeadamente a despesa corrente, a nossa atenção deve estar bem virada para o lado da receita, e assim na criação da riqueza. De como aumentar a rentabilidade e os resultados das nossas empresas, de como alavancar as nossas exportações, de como tornar as nossas empresas mais robustas, de como tornar Portugal num País ainda mais atractivo para o investimento estrangeiro, de tornar as nossas empresas mais ágeis e flexíveis através da digitalização e transformações digitais, de como incentivar a transição energética, e mais um vasto conjunto de temas que permita esse mesmo salto da nossa economia. Esperamos que todos, sem excepção, percebam que temos de mudar, que temos de acelerar, para atingirmos os nossos objectivos.

Editorial publicado na revista Executive Digest nº 188 de Novembro de 2021


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.