Credit Suisse: António Horta Osório obrigado a restruturar departamento de risco após “relatório bomba”

O Credit Suisse está a restruturar o departamento de risco, tendo chegado mesmo a recorrer à recontratação de funcionários que abandonaram, recentemente, o banco. A decisão surge pouco depois de um relatório, encomendado pela nova administração de António Horta Osório, ter concluído que apensar de não ter havido “uma conduta fraudulenta ou ilegal” no caso da Archegos, o banco “fechou os olhos”, a uma situação de risco patente.

Ralf Hafner, coordenador do departamento de risco, abandonará a instituição financeira em agosto e será substituído por Ben Wilkinson, que atualmente lidera o departamento de gestão internacional de riqueza.

O relatório publicado esta sesta semana, pela sociedade de advogados escritório Paul Weiss revelou que Hafner poderia ter evitado as negociações ruinosas que levaram o banco suíço a registar perdas consideráveis.

O Wall Street Journal adianta ainda que serão “recontratadas outras pessoas” que depois do escândalo Greensill Capital, acabaram por ir trabalhar para outros bancos, entre eles o rival suíço UBS.

Valeriu Bajenaru, um veterano de cinco anos que partiu no início do ano para o Santander, regressa “com um contrato mais recheado” para ser coordenador do departamento de risco corporativo. O banco está em discussão com outros ex-funcionários e espera anunciar mais mudanças em breve, disse uma das pessoas familiarizadas com a situação, em declarações ao WSJ.

As mudanças ocorrem meses antes da chegada do novo diretor do departamento de rico, David Wildermuth, até então líder do departamento homólogo do Goldman Sachs.

Uma investigação sobre as negociações do Credit Suisse com a Archegos Capital revelou, esta quinta-feira, que o banco suíço não conseguiu “gerenciar efetivamente o risco”, ainda que não se possa apontar o dedo por “conduta ilegal ou ilícita”-

A Archegos construiu grandes participações em certas ações através de swaps , um produto financeiro da família dos derivativo, através do qual os investidores  negoceiam “em mão”, sem ter de publicar publicamente as participações. que divulgar as participações publicamente e são altamente alavancados. Uma das vendas obrigou o fundo a injetar mais dinheiro.

O relatório encomendado pelo conselho de administração do banco, constatou uma falha na “gestão efetiva do risco” , acrescentando que este mesmo risco já era patente, “pelo menos desde setembro de 2020”.

“Também foi patente a falha no controlo dos limites em ambas as linhas de defesa, como resultado de uma quitação insuficiente das responsabilidades de supervisão no Banco de Investimento e no tisco, bem como pela falta de priorização das medidas de mitigação e aprimoramento de riscos”, pode ler-se no documento.

O relatório chega mesmo a afirmar que “parece provável que Archegos tenha enganado o Credit Suisse e ofuscado a verdadeira extensão das suas posições comerciais, as quais a Archegos acumulou em plena pandemia”.

No entanto, a investigação concluiu que não houve “conduta fraudulenta ou ilegal”.

O pedido deste relatório foi uma das primeiras medidas tomadas por António Horta Osório, assim que chegou à liderança do banco em março.

O lucro líquido  do Credit Suisse registou uma quebra homóloga de 78% durante o segundo trimestre deste ano, revela o relatório de contas enviado pelo banco ao regulador. Depois desta notícia, as ações da instituição financeira, liderada por António Horta Osório, caíram no 5,1% na Bolsa de Zurique. Desde o inicio do ano as ações já sofreram uma queda de 21%.

Em março, o banco  teve uma quebra de 4,4 mil milhões de francos suíços, ou seja, cerca de quatro mil milhões de euros, ainda agravada pelas suas negociações com a Archegos Capital Management, semanas após a implosão da Greensill Capital. Os dividendos foram cortados e as recompras de ações suspensas. E, segundo a Bloomberg, os analistas preveem ainda mais perdas e potenciais multas.

Desde há quatro meses, as ações da instituição financeira suíça caíram mais de 20%.

 

 

 

 

Ler Mais


Comentários
Loading...