Covid-19: Trabalhadores da Amazon na Alemanha fazem greve devido ao aumento de infecções

Os funcionários de armazém da Amazon, na Alemanha, entraram em greve na sequência de vários funcionários dos centros de logística da empresa no país, terem testado positivo para o novo coronavírus, avança a ‘CNBC’.

A greve inclui funcionários de seis dos armazéns da gigante do comércio electrónico em todo o país e decorre esta segunda e terça-feira.

O sindicato alemão, Verdi, disse no domingo que a Amazon está a colocar em risco a vida dos trabalhadores do armazém. «Até agora, a Amazon não mostrou ter qualquer visão do surto e está a colocar em risco a saúde dos funcionários em detrimento do lucro», disse Orhan Akman, responsável pelos sectores de comércio e pedidos de correio da Verdi, em comunicado.

Um recente surto num armazém na cidade de Bad Hersfeld infectou pelo menos 30 a 40 trabalhadores da empresa, segundo o sindicato.

As greves estão a decorrer nos armazéns da Amazon em Leipzig, Bad Hersfeld, Rheinberg, Werne e Koblenz.

Mais de 50 «centros de atendimento» da Amazon em todo o mundo já registaram casos de coronavírus, enquanto que alguns apelidaram os armazéns de «criadores de coronavírus». Pelo menos oito funcionários do armazém da Amazon morreram como resultado da pandemia viral.

500 dólares de bónus aos funcionários que trabalham na linha da frente

Este anúncio surge no mesmo dia em que a Amazon decide dar um bónus no valor de 500 dólares aos funcionários que trabalham na linha da frente, com o objectivo de «mostrar reconhecimento» para com aqueles que continuam a trabalhar durante a pandemia.

Numa nota enviada aos funcionários, Dave Clark, vice-presidente sénior de operações de comércio da Amazon, disse que a empresa vai pagar um bónus de 500 dólares ao trabalhadores a tempo inteiro.

Funcionários em regime de part-time vão receber um bónus de 250 dólares, enquanto que os motoristas Flex que entregam encomendas para a Amazon vão receber 150 dólares, se tiverem trabalhado mais de 10 horas em Junho. Os gerentes de loja da ‘Whole Foods’ vão receber um bónus de mil dólares e os proprietários dos serviços de entrega de terceiros da Amazon recebem um bónus de três mil dólares.

«Os meus agradecimentos pelo compromisso verdadeiramente notável para com os clientes que vocês demonstraram ao longo desta jornada», escreveu Clark na nota enviada. «Nunca me senti tão orgulhoso das nossas equipas».

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...