Covid-19: Sindicato diz que 50% das lojas Pingo Doce de Lisboa têm funcionários infectados. Empresa nega acusações

O  Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP) revelou esta terça-feira, que cerca de 50% das lojas Pingo Doce da zona de Lisboa têm funcionários infectados com o novo coronavírus. Contudo, o Pingo Doce já veio negar todas as declarações.

Através de um comunicado divulgado no seu site, o CESP referiu ter «tomado conhecimento» da existência de «vários trabalhadores infectados» nas lojas de Lisboa, acrescentando também que «os trabalhadores, face às situações relatadas que se agravam, e ao número crescente de trabalhadores infectados nos diferentes locais de trabalho da empresa, exigem que o plano de contingência seja revisto para implementação em todas as lojas e armazéns».

«O CESP, uma vez mais, mostrou toda a disponibilidade para reunir com a empresa no sentido de agilizar estes processos de alteração aos planos de contingência e à tomada de medidas concretas», acrescenta ainda na nota divulgada.

A ‘Executive Digest’ contactou a empresa do grupo Jerónimo Martins, que negou prontamente todas as acusações de que foi alvo.

«O Pingo Doce refuta veementemente as informações divulgadas, que reflectem um total desconhecimento das regras em vigor na empresa e das próprias normas impostas pela DGS. Dada a gravidade das acusações, não deixaremos de tomar as medidas judiciais adequadas a esta situação», pode ler-se no esclarecimento enviado à ‘Executive Digest’.

A nota acrescenta ainda que a empresa possui «uma equipa médica interna, constituída por médicos e enfermeiros, que acompanha de perto todos os nossos colaboradores e assegura que todas as medidas de saúde e segurança são aplicadas. Esta equipa médica mantém-se em contacto estrito com os respectivos Delegados de Saúde».

«Desde o início desta pandemia, implementámos um plano de contingência robusto, com muitas medidas preventivas, até mais exigentes do que as definidas pela DGS, para minimizar ao máximo os riscos de propagação. Desde sempre, e ainda mais neste contexto, as pessoas são a prioridade do Pingo Doce», remata a empresa em comunicado.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...