Covid-19: San Marino é afinal o país mais afectado do mundo (estatisticamente)

San Marino, uma micronação localizada na região centro-norte de Itália, regista 21 mortes e quase 200 casos de infecção por Covid-19, o que faz do país o mais afectado do mundo estatisticamente, pela epidemia, de acordo com o ‘El Confidencial’.

O país é assim aquele que regista um maior número de doentes infectados e de vítimas mortais, por cada milhão de habitantes no mundo. É também o país com a pior taxa de mortalidade pelo novo coronavírus, de 11%, superior aos 9,3% registados em Itália, aos 7,9% do Irão e aos 6,2% de Espanha, apesar de todos estes países terem sofrido milhares de mortes.

San Marino, com apenas 61 quilómetros quadrados, apresenta uma taxa de 5,5 casos de infecção por cada mil habitantes, uma vez que apenas conta com cerca de 34 mil pessoas, facto que explica os números.

O director da autoridade sanitária do país, Gabriele Rinaldi, refere ao ‘El Confidencial’ que «estamos perante uma das piores crises da história de San Marino». Rinaldi tenta subestimar a taxa de mortalidade de San Marino associada à Covid-19 (11%), argumentando que é difícil considerar os dados quando a amostra é tão pequena.

O primeiro caso de infecção por Covid-19 do país foi conhecido a 27 de Fevereiro, tratava-se de um homem de 88 anos proveniente de um país vizinho. A situação agravou quando o norte de Itália se tornou no epicentro do novo coronavírus.

Também Luxemburgo e Andorra se encontram na lista dos países com maior número de mortos e infectados, tendo também em conta a respectiva população.

Ler Mais
Artigos relacionados

Exclusivo MIT - Massachusetts Institute of Technology

Dormir. Factor determinante no desempenho profissional?

Pesquisas mostram que a falta de sono tem várias consequências que podem afectar negativamente o desempenho profissional. Então por que razão tantos locais de trabalho modernos condenam práticas que não ajudam a bons horários de sono?
Comentários
Loading...

Multipublicações