Covid-19: Rússia conclui testes a potencial vacina. Distribuição pode avançar em Agosto

Os ensaios clínicos de uma vacina contra a Covid-19, desenvolvida na Rússia, estão concluídos, de acordo com o anúncio feito pela Universidade de Sechenov, que adiantou também que o país pretende iniciar a distribuição do medicamento no próximo mês de Agosto.

A directora do estudo, Elena Elena Smolyarchuk, já tinha vindo garantir, no domingo passado, em declarações à agência de notícias russa ‘TASS’, que o fármaco em questão seria eficaz contra a doença. Contudo, na lista da OMS, a vacina desenvolvida pelo Gamaleya Institute, encontra-se ainda «na fase 1 de testes».

De recordar que o processo de produção de uma vacina, até que seja aprovada e posteriormente distribuída divide-se em três fases de testes: a primeira, consiste na tentativa de testar a segurança do fármaco em seres humanos; a segunda tenta comprovar que a vacina oferece a tão desejada imunidade, e por último, a terceira, serve para demonstrar a eficácia do fármaco.

«A pesquisa foi concluída e mostrou que a vacina é segura. Os voluntários vão sair do programa nos dias 15 e 20 de Julho», disse Smolyarchuk. Apesar disso, os participantes nos ensaios vão continuar a ser acompanhados e monitorizados durante seis meses, para verificar os efeitos da protecção da vacina.

A imprensa russa afirma que a intenção é que a vacina comece a ser distribuída já no próximo mês de Agosto, contudo, visto que segundo a OMS o fármaco ainda está na fase 1, permanece a dúvida se a distribuição vai acontecer tão cedo.

Os ensaios clínicos russos começaram em Junho, com a participação de 38 voluntários. No inicio deste mês de Julho, Smolyarchuk já tinha referido que os pacientes que receberam uma dose da medicação apresentaram efeitos secundários, nomeadamente dor de cabeça e febre alta, que se resolveram em 24 horas.

A Rússia é o quarto país mais afectado pela Covid-19 no mundo, contando com 732.547 infectados e 11.422 mortes.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...