pub

Covid-19: Protesto contra novas medidas de contenção junto ao Palácio da Ajuda

Um protesto contra a atual política sanitária e decisões do Governo para conter a pandemia de covid-19 está a decorrer junto ao Palácio da Ajuda, em Lisboa, onde se realiza o Conselho de Ministros extraordinário.

A iniciativa intitulada “Protesto Pela Liberdade: Estado de emergência não é Solução, é Repressão” reúne poucas pessoas e é organizada pelo movimento de cidadãos “Pela Liberdade, Pela Verdade”.

“Sejam quais forem as medidas decididas no conselho e antecipada que já foi a eventual aplicação do recolher obrigatório e/ou estado de emergência, este movimento de cidadãos repudia a atual política sanitária e o conjunto de decisões dela já decorrentes ou a providenciar para o futuro”, refere o movimento, em comunicado.

Para este grupo de cidadãos, um novo estado de emergência ou um eventual recolher obrigatório para legitimar medidas de contenção da pandemia “são formas excessivas e cerceadoras de liberdades, direitos e garantias fundamentais da população e que apenas podem contribuir para o caos económico das famílias”.

Conselho de Ministros está hoje reunido para decretar “ações imediatas” de controlo da pandemia, um dia depois de o primeiro-ministro ter recebido os partidos com assento parlamentar com vista a um consenso sobre estas decisões.

Perante o agravamento da situação a nível nacional, o primeiro-ministro reuniu-se na sexta-feira com os partidos com assento parlamentar, enquanto o ministro da Economia recebeu os parceiros sociais sobre as possíveis medidas de contenção.

A reunião extraordinária do Conselho de Ministros realiza-se um dia depois de o país ter ultrapassado os recordes desde o início da pandemia covid-19 com o registo de 40 mortos, 4.656 infetados e 1.927 doentes internados, 275 dos quais em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde.

Em Portugal, morreram 2.468 pessoas dos 137.272 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. Portugal está desde o dia 14 de outubro em situação de calamidade em todo o território nacional.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...