Covid-19 pode transmitir-se até 90 dias depois do contágio, alerta especialista

Uma pessoa que tenha contraído a Covid-19 pode continuar a transmitir o vírus até 90 dias depois do contágio, mesmo depois de já ter recuperado, de acordo com a directora do Serviço Federal de Vigilância sobre Protecção aos Direitos do Consumidor e Bem-Estar Humano, Anna Popova, citada pela agência russa ‘Tass’.

«As nossas observações actualmente indicam até 48 dias, enquanto que no estrangeiro foram observados contágios até aos 90 dias. Uma pessoa que já não apresente sintomas e que se sinta perfeitamente bem, com excelentes exames de sangue, pode ainda emitir o vírus por via nasal», explica a responsável em conferência de imprensa.

Segundo Popova, nessas circunstâncias é grande o risco de o vírus continuar funcionalmente activo. «É por isso que [após a infecção ou recuperação], o paciente pode já não sofrer com o vírus, mas simultâneamente transformar-se num transmissor da doença, o que é importante», defendeu.

A responsável referiu que existem ainda muitas limitações e pouco conhecimento sobre a doença viral, o que torna difícil explicar quais as probabilidades exactas de uma pessoa transmitir o vírus aos outros nestas condições.

A nível global a pandemia da Covid-19 já matou mais de 935 mil pessoas em 196 países e territórios, infectando ainda mais de 29,5 milhões.

pub

Comentários
Loading...