COVID-19: número de infectados em Portugal sobe para 7.443. Há 160 mortes

Há 7.443 pessoas infectadas em Portugal pelo novo coronavírus, segundo adianta o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direcção-Geral da Saúde (DGS). São mais 1.035 do que ontem, quando se registavam 6.408 casos confirmados. O número de mortes também sobe de 140 para 160, mais 20 ao longo das últimas 24 horas.

O número de pessoas internadas nos hospitais nacionais ascende a 627, das quais 188 estão nos cuidados intensivos. Há 4.610 pessoas que aguardam os resultados laboratoriais e 43 casos de pessoas que recuperaram da doença.

Há 4.452 infectados na região Norte, 83 mortes e 16 recuperações. No Centro, o número de infectados sobe para 911, há 40 mortes e 10 recuperações. Em Lisboa e Vale do Tejo, regisam-se 1.799 pessoas infectadas com o novo coronavírus, bem como 35 óbitos e 17 recuperações.
No Alentejo, o número de infectados chega aos 50 e não há mortes ou recuperações a registar. No Algarve, por seu turno, há 137 infectados e duas vítimas mortais.

Os dados mais recentes da DGS apontam ainda para 48 casos confirmados nos Açores e 46 na Madeira. Nos arquipélagos, não há mortes ou recuperações a assinalar para já.

Entre as vítimas mortais, contam-se 50 homens e 47 mulheres com mais de 80 anos, sendo este o grupo etário mais afectado. Registam-se ainda 25 homens e 13 mulheres entre os 70 e os 79 anos, bem como 16 homens e uma mulher entre os 60 e os 69 anos. a DGS dá conta também de cinco homens e uma mulher entre os 50 e os 59 aos e, ainda, duas mulheres entre os 40 e os 49 anos.

Em todo o Mundo, são já mais de 788 mil o número de casos confirmados de infecção por COVID-19. Segundo dados da universidade norte-americana John Hopkins, a maioria dos casos chega dos Estados Unidos da América (164 mil), seguindo-se Itália (101 mil), Espanha (quase 88 mil) e China (82 mil).

O número de mortes chega ultrapassa os 37 mil, com Itália a liderar (mais de 11 mil mortes a lamentar), à frente de Espanha (mais 7 mil) e China (3 mil). Registam-se ainda 166 mil casos de recuperação: China surge em primeiro lugar com cerca de 76 mil pessoas recuperadas. Espanha (16 mil) e Itália (14 mil) aparecem logo de seguida.

 

Ler Mais

Comentários
Loading...