Covid-19: Mergulhadores encontram recifes de corais cobertos de máscaras

Milhares de máscaras foram encontradas por equipas de mergulhadores a cobrir recifes de coral perto da capital das Filipinas, Manila, preocupando assim os ambientalistas de acordo com a ‘BBC’.

Segundo a mesma publicação, a descoberta foi feita por mergulhadores do Anilao Scuba Dive Center, um grupo afiliado ao Green Fins, do Programa Ambiental das Nações Unidas, que promove o turismo marinho sustentável no Sudeste Asiático.

Este é um flagelo cada vez mais frequente na região. Uma estimativa do Banco de Desenvolvimento Asiático, durante o pico do surto de Covid-19, revela que a cidade pode ter gerado até 280 toneladas de lixo hospitalar extra por dia.

Grupos ambientalistas estão a alertar que o plástico dentro das máscaras está a quebrar-se e a ser consumido pela fauna marinha. Desta forma, os grupos apelam ao governo filipino para que melhore o manuseamento do lixo hospitalar, de forma a evitar mais poluição nos oceanos.

O mais recente relatório da associação de conservação marinha, ‘OceanAsia’, mostra que cerca de 1,56 mil milhões de máscaras invadiram os oceanos em 2020, o que vai resultar em mais 4.680 a 6.240 toneladas métricas de poluição marinha de plástico.

O organismo alerta ainda que as máscaras vão demorar até 450 anos para se decompor,  transformando-se lentamente em microplásticos, enquanto afetam negativamente a vida selvagem e os ecossistemas marinhos.

«Os 1,56 mil milhões de máscaras que provavelmente entraram nos nossos oceanos em 2020 são apenas a ponta do iceberg», disse Teale Phelps Bondaroff, Diretor de Pesquisa da OceansAsia e principal autor do relatório.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.