Covid-19: Mais de metade das pessoas com «forte carga viral» são assintomáticas, aponta estudo

Mais da metade das pessoas com forte infeção por Covid-19 não reportou nenhum sintoma, de acordo com um estudo do gabinete de estatísticas do Reino Unido (ONS, na sigla em inglês), citado pelo ‘Independent’.

Os resultados mostram que o risco de as pessoas espalharem o vírus sem saber que estão infetadas é cada vez maior, com esta a ser considerada uma das principais vias pelas quais a pandemia se espalhou tão facilmente pelo mundo.

Segundo os dados do ONS, 53% das pessoas com carga viral forte ou elevada, entre dezembro e março, não reportaram nenhum sintoma, em comparação com 47% dos restantes que reportaram. A análise exclui pacientes no início da infeção, quando a transmissão e os sintomas são considerados menos prováveis.

Fadiga, dor de cabeça e tosse foram os sintomas mais reportados nas pessoas que tiveram um teste positivo para Covid-19, demonstrando ter uma elevada carga viral.

«Cerca de metade dos testados não reportou nenhum sintoma, mesmo tendo altos níveis do vírus no seu organismo, o que revela que as pessoas podem, sem saber, ser portadores do vírus e, potencialmente, transmiti-lo a outras pessoas», afirmou Sarah Crofts, especialista em estatística do departamento de pesquisa de infeções do ONS.

A responsável sublinhou ainda: «É vital que continuemos a medir os níveis de infeção na população e a recolher informações sobre os sintomas para que possamos identificar quaisquer alterações que possam passar despercebidas».

«A nossa análise destaca também o leque de sintomas que as pessoas podem sentir com a Covid-19», afirmou. Os sintomas clássicos de fadiga, dor de cabeça e tosse ainda são os mais relatados por pessoas infetadas, enquanto apenas cerca de um em cada cinco regista perda de paladar ou olfato.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...