Covid-19: Imigrantes em Lisboa e Porto são as principais vítimas da pandemia

Numa altura em que Portugal assiste a um ressurgimento de infecções da Covid-19, sobretudo na região da Grande Lisboa, sabe-se que os imigrantes são cada vez mais as principais vítimas, com 23,4% dos imigrantes infectados na região de Lisboa (um quarto do total) e 16% na região do Porto.

Os dados foram avançados na quarta-feira durante a reunião do Infarmed, com a maioria dos imigrantes em Lisboa a ser de origem africana, segundo o ‘Expresso’. No total, a região conta com 1.618 imigrantes infectados com o novo coronavírus, no período compreendido entre os dias 1 e 5 de Julho.

Por sua vez, no Porto, ainda que a percentagem seja mais baixa, corresponde a 82 novas infecções, sendo que mais de metade, cerca de 49, tem origem no continente americano, em especial no Brasil.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considera que para estes números «pesa não apenas o que já se supunha, como o alojamento, mas a própria inserção de comunidades não nacionais», nomeadamente africanas, latino-americanas e asiáticas, «com a sua especificidade em termos de condições sócio-económicas e de peso em termos da incidência da pandemia».

 


Artigos relacionados
Comentários
Loading...