Covid-19: França anuncia encerramento de 81 escolas

França anunciou o encerramento de mais escolas, na sequência de vários alunos terem testado positivo para a Covid-19, afectando 2.100 turmas, de acordo com o ministro da Educação, Jean-Michel Blanquer, num anúncio feito quarta-feira, avança a agência France Press (AFP).

No início da semana passada, foram encerradas 28, assim que o ano lectivo recomeçou, um número que subiu agora para 81, segundo o responsável.

«Temos cerca de 1.200 novos casos de Covid-19 entre os alunos comparativamente à semana passada», disse Blanquer à estação de televisão LCI. «Encerramos uma turma sempre que houver três casos», acrescentou.

Blanquer observou que os encerramentos representam apenas uma pequena fracção das 60 mil escolas de toda a França, classificando este início do novo ano lectivo como «o melhor possível, dada a crise de saúde pública».

As autoridades francesas alertaram, no entanto, que podem ser necessárias novas restrições para conter um «aumento preocupante» nos casos de coronavírus, registado desde Agosto.

Na terça-feira, a Universidade de Montpellier, no sul da França, revelou que suspendeu as aulas na sua faculdade de medicina depois de cerca de 60 alunos terem sido infectados, na sequência de uma festa.

A Universidade de Rennes, no oeste da França, também suspendeu as aulas para os alunos de medicina do segundo e terceiro ano esta semana, depois de 83 testes positivos.

A agência de saúde Sante Public France relatou quase oito mil novos casos nas últimas 24 horas, um pequeno declínio em relação aos mais de 10 mil casos relatados no sábado, um recorde desde que os testes em massa começaram.

Foi ainda identificado um aumento no número de internamentos na semana passada, para 2.713, dos quais 479 tiveram de ser colocados em unidades de cuidados intensivos, sendo que quase metade desses novos casos aconteceram apenas na segunda e terça-feira.

O governo colocou 82 dos 101 departamentos do país em alerta vermelho, com as autoridades em Bordeaux e Marselha a aumentar as restrições a reuniões públicas e visitas a lares de idosos depois de registarem um aumento de novos casos da doença.

O número oficial de mortos no país agora é de 30.999 pessoas desde o início do surto em Março passado. Já os infectados são cerca de 433.905. A nível global a pandemia da Covid-19 já matou mais de 935 mil pessoas em 196 países e territórios, infectando ainda mais de 29,5 milhões.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...