Covid-19: Fecho de escolas obriga Autoeuropa a encerrar três dias e a cortar turnos

A Autoeuropa fechou esta sexta-feira durante três dias e vai ter de cortar turnos devido ao fecho de escolas e à suspensão de toda a atividade letiva, que obrigou os funcionários a reorganizar o seu quotidiano, ajustando-se a esta nova realidade, avança o ‘Público’.

Segundo a mesma publicação, as informações foram confirmadas por uma fonte oficial da fábrica da Volkswagen em Palmela, que adiantou que apesar de no início da crise de saúde publica, a solução ter sido a paragem total e o lay-off para os cinco mil funcionários, agora a opção passa por reduzir o nível de trabalho, mas «continuar» em funcionamento.

Assim, a suspensão nestes três dias (sexta, sábado e domingo) serve apenas para que a empresa se possa organizar, sabendo com quem vai poder contar, sendo possível que venha a «perder» temporariamente funcionários nas próximas duas semanas, devido a esta situação excecional, daí o corte de turnos.

Os planos futuros passam então pela reabertura na próxima segunda-feira, com uma diferença no número de turnos trabalhados: em vez de ser aplicado o regime AE19 (Acordo de Empresa 2019), com 19 turnos semanais, este será substituído pelo AE15, com 15 turnos de segunda a sexta e um corte de dois no fim de semana.

Para os próximos 15 dias este é o plano, mais para a frente «logo se vê», adianta a mesma fonte citada pelo jornal, sublinhando contudo que as decisões são sempre tomadas tendo em conta a evolução da situação pandémica em Portugal e a colaboração dos trabalhadores.


Comentários
Loading...