Covid-19: Especialista sueco critica OMS por colocar o país numa lista de transmissão elevada. «Foi um erro total»

O epidemiologista sueco, Anders Tegnell, criticou esta sexta-feira a Organização Mundial da Saúde (OMS), acusando-a de interpretar mal os dados da Covid-19 e exagerar nos riscos à saúde que o seu país enfrenta, avança a agência ‘Bloomberg’.

Anders Tegnell, especialista da Suécia no combate à pandemia do novo coronavírus, referiu que a OMS cometeu um «erro total» ao colocar a nação nórdica numa lista de países da Europa onde «a transmissão acelerada levou a um ressurgimento muito significativo» de infecções, que pode pôr em risco os sistemas de saúde.

A lista, que inclui 11 países, não tem em consideração o número de testes realizados na Suécia e que é proporcional ao número de casos positivos, segundo Tegnell.

«Temos um número crescente de casos desde que começamos a testar muito mais na Suécia na semana passada», disse o especialista à rádio pública sueca esta sexta-feira. «Mas podemos observar que todos os outros parâmetros que medimos, estão a diminuir», sublinhou.

Tegnell afirmou que um indicador importante a ser observado é o número de internamentos em unidades de cuidados intensivos, que na sua opinião, se encontra num nível muito baixo na Suécia. Para além disso a taxa de mortalidade da doença está a diminuir, segundo o responsável.

«Portanto, infelizmente, isto foi um erro total de análise dos dados suecos», disse Tegnell.

A Suécia regista actualmente 65.137 casos confirmados do novo coronavírus. Para além disso verificam-se ainda 5.280 vítimas mortais, sendo um dos países com mais mortes por milhão de habitante, de acordo com dados oficiais da Universidade Jonhs Hopkins.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...