Covid-19: DGS está a estudar redução do período de isolamento

Na habitual conferência sobre a evolução da pandemia em Portugal, a directora geral da saúde, Graça Freitas, garantiu que estão a estudar uma possível redução do período de confinamento, com a situação a ser «acompanhada», com «muito cuidado».

Em causa está a possibilidade de o normal período de isolamento, que actualmente é de 14 dias, ser reduzido, provavelmente para 10 dias. Mas por enquanto é apenas uma hipótese, que está em avaliação por parte dos especialistas de saúde.

«Os dez dias são mais ou menos consensuais para as pessoas positivas. Mesmo os franceses, que encurtaram para sete dias em relação aos doentes, em relação aos contactos dos doentes testam ao sétimo dia e, eventualmente, se o teste for negativo, só libertam essa pessoa do isolamento ao décimo dia», revela Graça Freitas.

Para a responsável «parece que começa a haver algum consenso à volta deste décimo dia, sobretudo para os doentes, o que seria uma óptima noticia», disse esta quarta-feira.

Portugal contabiliza hoje mais três mortos relacionados com a covid-19 e 605 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direcção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 1.878 mortes e 65.626 casos de infecção. A DGS indica que os três mortos são homens e os óbitos foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Em vigilância estão 37.287 contactos, mais 332 do que na terça-feira. Os dados indicam ainda que 482 pessoas com covid-19 estão internadas nos hospitais (mais quatro em relação a terça-feira), das quais 61 (mais duas) em unidades de cuidados intensivos.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...