Covid-19. Centenas de milhares de máscaras falsas inundam os mercados

O mundo está focado na luta ao impacto devastador da pandemia de coronavírus está a crescer uma onda de centenas de milhares de máscaras médicas falsificadas, geralmente feitas em fábricas não esterilizadas, usadas anteriormente para fazer malas falsas ou calças de ganga de marcas internacionais, revela o The Independent.

Os produtores das máscaras falsificadas rotulam os seus produtos com marcas falsas de empresas conhecidas de equipamentos médicos, como a ‘3M’, antes de serem vendidas, de acordo com fontes do setor de fornecedores médicos.

Os falsificadores até criam selos e documentos de certificação “CE” que pretendem atestar os padrões europeus da mesma forma que costumavam forjar etiquetas Ralph Lauren ou Gucci em camisas e malas.

As fotografias obtidas pelo Independent mostram trabalhadores de fábricas têxteis turcas a costurar máscaras médicas em condições que os especialistas descreveram como “não esterilizadas” e “abaixo do padrão”.

Na terça-feira, a polícia turca apreendeu 1 milhão de máscaras e prendeu cinco pessoas numa operação, em Instanbul, numa loja que na verdade estava a fazer equipamentos médicos não autorizados

“Eles usam o photoshop ou o que quer que seja e fazem seus próprios certificados”, disse um especialista do setor que compra máscaras de proteção para a indústria eletrónica. “Eles estão até a recrutar fabricantes de caixas para fazer caixas falsas com logotipos, como se estivessem a vender camisolas falsas da Nike. Como ninguém compra as camisolas, começaram a fabricar máscaras”.

Na semana passada, a Interpol alertou para um aumento nas máscaras falsas e outros equipamentos médicos, com base nos resultados de uma operação em 90 países que originou 121 prisões e apreensão de 14 milhões de dólares em “produtos farmacêuticos potencialmente perigosos”.

“Os criminosos não param, nada os impede de tentar obter lucro”, disse Jürgen Stock, secretário-geral da Interpol,reforçando ainda que “o comércio ilícito de produtos médicos falsificados, durante uma crise de saúde pública, só espelha o total desprezo pelo bem-estar ou pela vida das pessoas”.

 

Ler Mais
Artigos relacionados

Exclusivo MIT - Massachusetts Institute of Technology

Dormir. Factor determinante no desempenho profissional?

Pesquisas mostram que a falta de sono tem várias consequências que podem afectar negativamente o desempenho profissional. Então por que razão tantos locais de trabalho modernos condenam práticas que não ajudam a bons horários de sono?
Comentários
Loading...

Multipublicações