Covid-19: Casos ainda estão a aumentar em 47 países e 16 estão perto do pico, indica balanço global

Os novos casos de covid-19 estão a aumentar em 47 países do mundo e há 16 que estão perto do pico de infeção, de acordo com o rastreador global da agência Reuters. Há duas semanas, o número de infeções aumentava em 56 países, enquanto 28 estavam no pico, o que sugere que a terceira vaga da pandemia está a abrandar de uma forma geral.

A nível global foram notificadas, pelo menos, 105 milhões de infeções e mais de 2,2 milhões de mortes causadas pelo novo coronavírus, em 192 países e territórios, desde o início da pandemia.

Tendo em conta a média de casos dos últimos sete dias, os cinco países do mundo que relatam o maior número de novas infeções diárias são, por ordem, os Estados Unidos (com mais de 130 mil casos por dia), o Brasil (48,2 mil), Espanha (29 mil), o Reino Unido (com 21,2 mil) e França (20,5 mil).

Já os países que têm registado o maior número de óbitos por covid-19, por dia, são mais uma vez os EUA (3253 mortes), o México (1111), o Brasil (1035), o Reino Unido (1018) e, por último, a Alemanha (643). A média de óbitos também é refente aos últimos sete dias.

A pandemia atingiu alguns países com mais força do que outros, embora as diferenças na forma como as infeções são contadas e reportadas localmente dificultam uma comparação perfeita entre os países.

De acordo com o rastreador de casos da Reuters, há 16 países que se encontram perto do pico de infeção e há outros que já ultrapassaram o seu ‘auge’ no que toca ao número de casos. Segundo o balanço da agência, Portugal é um dos países que já superou o pico.

Reuters atribui uma percentagem ao pico de cada país, para dar uma ideia de quão longe está de conter a propagação do vírus em relação aos piores dias do surto. Portugal está acima dos 70%, o que significa que o país já não está a registar a sua média diária mais elevada de infeções.

Prova disso é que no mês passado, no dia 21 de janeiro, o país estava acima dos acima dos 90%, no pico, o que significa que estava a registar a sua média diária mais elevada de infeções. Ou seja, agora está mais longe desse valor.

De facto, devido ao confinamento e às medidas mais restritivas, Portugal pode já ter ultrapasso o pico de novos casos, mais concretamente no dia 28 de janeiro – altura em que se registaram 12.800 contágios diários. As conclusões são retiradas a partir dos modelos do Dashboard COVID-19 Insights, da COTEC Portugal e NOVA Information Management School.

A Europa já ultrapassou os 30 milhões de casos. Desde o início da pandemia o continente reportou, pelo menos, 30.930.000 infeções e 724.000 mortes, segundo dados da Reuters.

Os cinco países europeus que têm relatado o maior número de novas infeções, nos últimos sete dias, são Espanha, Reino Unido, França, Rússia e a Itália, respetivamente. Já os cinco países europeus que têm registado o maior número de óbitos por covid-19 são o Reino Unido, a Alemanha, a Rússia, França e Itália, por ordem.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.