Corpo com Covid deu à costa num ilha do Pacífico. País fecha portas por três dias

Um país insular no sul do Pacífico proibiu as viagens de e para a sua ilha principal por três dias, depois de um corpo infetado com Covid ter dado à costa, informou a Rádio Nova Zelândia, citada pela CNN.

O corpo de um pescador filipino foi descoberto, numa praia de Vanuatu, a uma curta distância de carro do cais principal da capital, Port Vila, na ilha de Efate. Depois de testado, obteve um resultado positivo à Covid-19, o que fez soar os alarmes.

Não está claro, no relatório da RNZ, se o homem terá efetivamente morrido de Covid-19 ou como foi parar à costa daquela ilha. Segundo a CNN, o Ministério das Infraestruturas e Serviços Públicos ainda não avançou mais detalhes.

A maioria das nações insulares do Pacífico Sul têm relatado muito poucos casos de coronavírus, e Vanuatu – com cerca de 300.000 pessoas – não é exceção. O país confirmou apenas três casos de Covid-19, de acordo com a Universidade Johns Hopkins – o primeiro caso em novembro do ano passado e mais duas infeções em março deste ano.

De acordo com o primeiro-ministro Bob Loughman, citado pela CNN, as viagens estão agora proibidas, enquanto as autoridades apuram a eventual rede de contágio.

Entretanto, 16 pessoas foram colocadas em quarentena – a maioria delas polícias que estiveram no local quando o corpo foi encontrado, de acordo com a rádio local. O Diretor-geral de Saúde do país, Russell Tamata, está a apelar a que a população faça testes à Covid-19, embora tenha garantido que o risco de transmissão na comunidade é baixo, avança a CNN.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...