pub

Coreia do Norte alerta para “poeira amarela vinda da China” que pode ‘trazer’ covid-19

A Coreia do Norte avisou os seus cidadãos para ficarem dentro de casa devido a uma “poeira amarela” que está a vir da China e que pode “trazer” o novo coronavírus.

A televisão norte-coreana, controlada pelo Estado, advertiu os telespectadores de que a “nuvem amarela” incluía “material tóxico, vírus e microrganismo patogénico”.

Depois deste aviso e de ter sido proibido a nível nacional os trabalhos de construção ao ar livre, as ruas da capital, Pyongyang, ficaram praticamente vazias na quinta-feira, adianta a BBC.

Não há qualquer relação conhecida entre as nuvens de poeira sazonais e a covid-19. No entanto, a Coreia do Norte não é o único país a sugerir esta ligação. O Turquemenistão também alegou que o pó “carregado de vírus” era a razão pela qual os cidadãos estavam a ser aconselhados a usar máscaras.

O “pó amarelo” refere-se à areia dos desertos mongóis e chineses que sopra para a Coreia do Norte e do Sul em certas alturas do ano. Mistura-se com poeira tóxica que durante anos tem suscitado preocupações de saúde em ambos os países.

A imprensa estatal norte-coreana argumentou que a investigação que liga o novo coronavírus à transmissão por via aérea significa que se “deve levar a sério o fluxo de entrada de pó amarelo”, noticiou o site de notícias especializado North Korea News (NK News).

Os meios de comunicação da Coreia do Sul rejeitaram a sugestão de que a poeira amarela vinda da China poderia espalhar a covid-19 para o Norte, de acordo com a NK News.

Segundo a Coreia do Norte, o país está “livre de covid-19”, mas tem estado em alerta desde Janeiro, com rigorosos encerramentos de fronteiras e restrições à circulação.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...