Conheça os 20 países com o custo de vida mais alto do mundo

Tem alguma ideia de quais são os países mais caros do mundo para se viver em 2020? A revista CEOWORLD dá-lhe uma ajuda através de um relatório onde constam os países a nível mundial, com um custo de vida mais caro.

De entre os 20 principais países mais caros do mundo, nove deles pertencem à Europa, cinco à Ásia, três à América e dois à Oceânia.

A Suíça encontra-se em primeiro lugar da lista com um índice de custo de vida de 122,4, seguida pela Noruega, cujo índice é de 101,43 e logo abaixo está a Islândia, com um índice de 100,48, compondo assim o pódio deste ranking. Outros países como Japão, Dinamarca, Bahamas, Luxemburgo, Israel, Singapura ou Coreia do Sul, também ocupam as vinte primeiras posições.

Portugal não faz parte dos primeiros lugares da lista, contudo também não se encontra nos últimos. Ocupa a 54ª posição num total de 132 países, com um índice de custo de vida de 49,52, um valor médio comparativamente ao geral do ranking.

Para compor o raking e avaliar os países mais caros do mundo, a CEOWORLD fez a revisão de dados de vários estudos: índices de Preços ao Consumidor; Índices de Custo de Vida e reportagens dos meios de comunicação internacionais.

A avaliação foi baseada em diversos indicadores: alojamentos, roupas, tarifas de táxi, serviços públicos, Internet, preços de bens essenciais, transportes e refeições. O ranking segue ainda cinco métricas principais: custo de vida, arrendamento, consumo, alimentação e poder de compra.

Todos estes dados são compilados num índice, que utiliza a (cara) cidade de Nova Iorque como ponto de referência, ela que obteve uma pontuação no índice de custo de vida de 100. Desta forma, um país com um índice acima de 100 é mais caro que Nova Iorque, enquanto que abaixo indica que é mais barato.

Ler Mais
Artigos relacionados

Exclusivo MIT - Massachusetts Institute of Technology

Dormir. Factor determinante no desempenho profissional?

Pesquisas mostram que a falta de sono tem várias consequências que podem afectar negativamente o desempenho profissional. Então por que razão tantos locais de trabalho modernos condenam práticas que não ajudam a bons horários de sono?
Comentários
Loading...

Multipublicações