Compra e venda de empresas cai 73,5% em Janeiro

Em Janeiro, os anúncios de compra e venda de participação que envolveram empresas portuguesas movimentaram 240 milhões de euros. Segundo o relatório mensal de M&A da Transactional Track Record, trata-se de uma quebra de 73,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

No total, registaram-se 21 transacções no primeiro mês do ano, menos 34,4% do que em 2018. “Foi o pior mês de Janeiro desde 2010 para o mercado nacional de fusões e aquisições”, indica a mesma consultora, acrescentando que o sector Imobiliário foi, ainda assim, o de maior movimentação (cinco operações) – apesar da queda de 38%. Seguem-se Tecnologia (quatro) e Saúde, Higiene, Estética e Cosméticos (três).

No que diz respeito a operações cross-border inbound (quando empresas estrangeiras investem em companhias baseadas em Portugal), verificaram-se sete transacções, com Espanha na linha da frente. No sentido inverso, contaram-se três operações cross-border outbound, sendo que Reino Unido, França e Luxemburgo foram os alvos.

A Transactional Track Record revela ainda que o ano não começou bem para os investimentos de Private Equity e Venture Capital em Portugal. As operações de capital de risco caíram 88% em valor e 33% em volume; no segmento Private Equity, registaram-se duas operações.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
WPP vende 60% da Kantar
Automonitor
Ensaio: Mercedes-AMG A 35 4MATIC – Genes desportivos