Complemento de estabilização até 350 euros para quem perdeu salário é pago este mês

Este mês de julho é pago um complemento de estabilização, entre 100 e 350 euros, para compensar quem teve perda salarial relativamente a um mês de ‘lay-off’ e tenha vencimento até 1.270 euros.

O complemento de estabilização é uma medida de pagamento único, que visa compensar a perda salarial relativamente a um mês de ‘lay-off’, com um mínimo de 100 euros e um máximo de 350 euros, para todos aqueles que têm salários até dois salários mínimos nacionais.

Segundo anunciou o primeiro-ministro, António Costa, no início deste mês de junho, trata-se de uma medida de caráter social e foi criada no âmbito do Programa de Estabilização Económico e Social (PEES).

Além da prorrogação automática do subsídio social de desemprego até ao final do ano, o líder do executivo referiu que em junho será pago um complemento de estabilização.

“Esse complemento de estabilização é uma medida de pagamento único, que visa compensar a perda salarial relativamente a um mês de lay-off, com um mínimo de 100 euros e um máximo de 350 euros, para todos aqueles que têm salários até dois salários mínimos nacionais. Em segundo lugar, haverá um pagamento extraordinário do abono de família para as famílias do primeiro, segundo e terceiro escalões, que será pago em setembro – mês em que, como sabemos, é sempre particularmente exigente para as famílias em matéria de despesas escolares”, apontou, à data.

Neste capítulo, o primeiro-ministro adiantou ainda que os titulares do rendimento social de inserção e do abono de família terão “as suas prestações atualizadas automaticamente em função do rendimento do mês em que a solicitam, e não em função dos meses anteriores”.

Ler Mais
pub

Comentários
Loading...