Com medo da crise energética na Europa, Ásia começa a fazer stock de gás natural

A crise energética na Europa está a impulsionar os compradores asiáticos de gás a conseguirem arrecadar a maior quantidade possível desta matéria-prima, mesmo a preços exorbitantes em comparação com os valores normais de mercado.

De acordo com o ‘El Economista’ vários compradores asiáticos admitem pagar preços mais altos para esta época do ano para terem stock de gás natural, mas não só, também de carvão, propano e fuel oil para competir com outros mercados.

“Não parece provável que essa luta para acumular gás e combustíveis diminua no curto prazo, pois o clima ficará cada vez mais frio e a escassez de energia em todo o mundo poderá aumentar”, pode ler-se no jornal espanhol.

Com as previsões a apontar para um contínuo aumento dos preços durante o Inverno, a procura deverá aumentar nos países do hemisfério norte, “aumentando a inflação e colocando em risco a recuperação económica”.

No que respeita à indústria, esta poderá ser altamente afetada, podendo levar a redução da produção, decorrentes do aumento dos preços do gás e na fatura da eletricidade, o que afetará uma vez mais a atividade económica.

A mesma fonte revela, segundo informações de traders do setor, que na passada quarta-feira, as empresas japonesas Tohoku Electric Power e Gail India armazenaram gás natural para entrega em novembro e dezembro “a preços que estão entre os mais altos da história para esta época do ano”.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.