Colt quer atingir neutralidade carbónica nas operações em todo o mundo até 2030

O Grupo Colt anunciou hoje o compromisso de atingir a neutralidade carbónica em toda as suas operações até 2030. Desenvolvimento de novas tecnologias está no centro deste processo de descarbonização.

Em comunicado, o Grupo Colt, que inclui a Colt Technology Services e a Colt Data Centre Services (DCS), informou que este objetivo está assente na estratégia de sustentabilidade da empresa.

Assim, a empresa irá reduzir em 46% as emissões Scope 1 e Scope 2 até 2030 e trabalhar em parceria com os seus fornecedores para reduzir significativamente as emissões Scope 3 em toda a sua cadeia de abastecimento.

“O objetivo de fundo da Colt é claro: pretendemos tornar-nos líderes de mercado na sustentabilidade, não só reduzindo as nossas próprias emissões, mas também ajudando os nossos clientes nas suas próprias jornadas de sustentabilidade”, afirma Keri Gilder, CEO da Colt Technology Services.

Para atingir este objetivo em 2030, o Grupo Colt definiu metas intercalares como: 75% de utilização de energia proveniente de fontes renováveis em todas as suas instalações à volta do mundo até 2023; 93% das emissões da cadeia de abastecimento alinhadas com o objetivo de 1.5C SBT até 2025; 38% da componente de veículos elétricos na frota até 2025 e 75% até 2030; e gás 100% proveniente de energias renováveis até 2030.

“Para a Colt, a ação climática tem que ver com a criação de valor a longo prazo através da redução das emissões de carbono de forma precisa e credível. Só assim poderemos ajudar a concretizar a meta da redução das emissões de carbono à escala global e que são necessárias para evitarmos efeitos catastróficos nas alterações do clima”, refere Niclas Sanfridsson, CEO da Colt Data Centre Services.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.