Cofina avança para compra da TVI

Paulo Fernandes assinou um memorando de entendimento com a Prisa há cerca de três semanas, avança o Expresso.

Segundo o mesmo jornal, esta proposta avançou depois das mudanças no topo da estação televisiva, que culminou com a saída de Rosa Cullell.

O Grupo Cofina, detentor do Correio da Manhã, Jornal de Negócios, Record e Sábado, tem, neste momento, negociações exclusivas com a Prisa, afastando para já o empresário Mário Ferreira.

Apesar de o negócio ainda não estar fechado, as negociações estão a ser levadas a sério, noticia o Expresso. No passado já tinham havido conversações e contactos que acabaram por nunca avançar. A  desvalorização do canal de televisão, as fracas audiências e o valor, alegadamente baixo, proposto por Paulo Fernandes, foram os argumentos utilizados para nunca ter avançado uma proposta formal.

As acções da Cofina já valorizaram mais de 5% com o impacto da notícia, nos primeiros seis meses do ano, a SIC liderou as audiências, superiorizando-se à TVI que liderou as audiências durante os últimos 12 anos.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Guerra do streaming: consumidores dão oportunidade aos novos players
Automonitor
As ideias (brilhantes) da Skoda