Cinco projetos de ação solidária implementados em Portugal premiados pela Fundación Cepsa

A Fundación Cepsa distinguiu cinco projetos de ação solidária implementados em Portugal naquela que foi a 17.º edição dos Prémios ao Valor Social.

Numa nota enviada à comunicação social, a entidade revela que mais de 64 mil euros serão divididos pelas instituições vencedoras, um montante que visa apoiar os projetos sociais que desenvolvem.

“Este ano, para além de reconhecer e promover diferentes projetos sociais que promovam a inclusão e a qualidade de vida de pessoas ou grupos mais desfavorecidos, a Fundación Cepsa decidiu ampliar o foco de atuação para iniciativas sustentáveis que contribuam para a transição energética”, sublinha a Fundación Cepsa no mesmo comunicado, dando a conhecer o projeto Aldeias Pedagógicas, da Associação de Desportos de Aventura, Juventude e Ambiente (AZIMUTE).

Este projeto foi desenvolvido com o objetivo de combater o isolamento e a solidão das pessoas mais velhas de seis aldeias do distrito de Bragança, criar atividades e dinâmicas que envolvam os idosos e as suas famílias e/ou comunidade de forma presencial ou recorrendo a novas tecnologias, e promover o envelhecimento ativo e positivo em comunidade.

Entre os projetos premiados estão também o CADin Setúbal, da Associação Neurodesenvolvimento e Inclusão CADIn, o EntreGerações, promovido pela Associação Florestal de Portugal (FORESTIS), o projeto Escola Joyeux, da Associação Vila com Vida (VilacomVida), o NEAR – NEwly ARrived in a common home, promovido pela Ação e Integração para o Desenvolvimento Global (AIDGLOBAL).

O juri que escolher os 5 projetos portugueses foi liderado por Conceição Zagalo (Presidente do Conselho Consultivo do GRACE, Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial), tendo ainda cinco elementos da Cepsa Portuguesa.

No total, a Fundación Cepsa recebeu 60 candidaturas de todo o país este ano.

Nesta edição, a organização manteve a dotação excecional de 500 mil euros para distribuir entre os projetos vencedores de Portugal, Espanha, Colômbia e Brasil.

Criados em 2005, os Prémios ao Valor Social  visam reconhecer e promover a atividade social de diferentes entidades que trabalham para melhorar a qualidade de vida de grupos muito diversos: pessoas em situação de vulnerabilidade social, desempregados, doentes, pessoas com diversidade funcional, grupos étnicos, infância, jovens e adolescentes, idosos ou vítimas de violência de género, entre outros.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.