Cientista chinês avisa Europa: Covid-19 pode prolongar-se por dois anos

Zhang Wehong, um cientista chinês que lidera a equipa de combate ao vírus em Xangai, deixou um aviso à Europa para que se prepare para lutar contra a Covid-19, durante os próximos dois anos.

O alerta foi feito numa conferência de imprensa citada pelo ‘South China Morning Post’, onde o cientista revela ainda que o vírus pode registar um novo pico na primavera de 2021, sendo esta uma hipótese «perfeitamente normal».

«Posso dizer-vos para esquecerem a ideia de que a pandemia vai chegar ao fim num futuro próximo na Europa», afirma Zang Wehong, que já tinha mencionado anteriormente essa possibilidade, dizendo que o vírus podia regressar esporadicamente durante o outono e o inverno.

O especialista indica que depende das pessoas, fazerem um esforço de contenção, para que o surto se controle o mais possível: «Para resolver este surto num curto período de tempo, as medidas devem ser extremamente radicais», afirma Wehong.

Depois da pandemia na China estar a ser estabilizada, os maiores desenvolvimentos concentram-se agora na Europa, com Itália e Espanha a registarem os casos mais preocupantes.

O especialista considera que quando todos os países tomarem medidas de contenção, o controlo efectivo da pandemia será uma questão de tempo.

«Começo a ver uma tendência de os governos serem mais pro-activos. Se as estratégias de todos os países se tornarem cada vez mais vigorosas, o controlo efectivo da pandemia será apenas uma questão de tempo», conclui o cientista chinês.

Ler Mais
pub

Artigos relacionados
Comentários
Loading...