CEO do Barclays sob investigação por ligações a Jeffrey Epstein

Os órgãos reguladores do Reino Unido estão a investigar o CEO e director executivo do ‘Barclays Bank’, Jes Staley, na tentativa de averiguar qual a sua ligação com Jeffrey Epstein, um economista americano acusado por crimes de abuso sexual, de acordo com a CNN.

O Barclays revelou que a investigação, lançada pela ‘Financial Conduct Authority’ (FCA) e pela ‘Prudential Regulation Authority’ (PRA) em Dezembro, teve como principal objecto a «relação entre Staley e Epstein», com o foco em perceber se essa relação foi correctamente divulgada ao banco e aos órgãos reguladores.

Staley está a frente do Barclays desde o final de 2015. O banco disse num comunicado que o seu director tinha desenvolvido uma relação profissional, no início da sua carreira, com Epstein, que acabou por morrer na prisão, no ano passado, enquanto aguardava julgamento por acusações de abuso sexual. Mas referiu também que Staley já tinha afirmado não ter qualquer contacto com Epstein, desde que se tornou CEO do Barclays, em Dezembro de 2015.

«Com base numa investigação, conduzida com o apoio de advogados externos e em informações disponíveis, o conselho acredita que o Sr. Staley foi suficientemente transparente com a empresa, no que diz respeito à natureza e extensão de seu relacionamento com o Sr. Epstein. Consequentemente, o conselho mantém total confiança no Sr. Staley, tanto que já foi unanimemente recomendado para sua reeleição», afirmou o banco no comunicado.

Staley não é o primeiro cidadão com um cargo deste nível a enfrentar uma investigação sobre a sua relação com Epstein. O príncipe Andrew, do Reino Unido, afastou-se da vida pública e as suas instituições de caridade passaram a ser evitadas pelas empresas, desde que surgiram detalhes da sua estreita relação com Epstein.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Quer ir ao Burning Man? Cuidado com os bilhetes falsos
Automonitor
#Ensaio – Mercedes-Benz GLC 220d – A medida perfeita