CEO das áreas tecnológicas apostam na redução das emissões de carbono

As preocupações ambientais, tornaram-se impossíveis de ignorar para o setor privado. Até ao final de 2022, muitos dos CEO tecnológicos mais importantes do mundo, terão um plano de atuação no sentido de remoção de carbono.

Especificamente, este setor, já tem uma pegada de carbono maior que toda a indústria da aviação, e em breve será demasiado evidente para os CEO mundiais de que é preciso reduzir estes valores. “Net-zero” é o nome do compromisso já feito entre funcionários, clientes, diretores e investidores contribuindo para um planeta mais limpo.

Cientistas da ONU já anunciaram que se quisermos permanecer vivos como espécie é importante que os grandes investidores mundiais não reduzam, apenas e só, as emissões de carbono das suas empresas para depois, em seguida, colmatar as lacunas com esquemas convencionais de compensação. Para chegar ao “Net-zero”, as próprias emissões de carbono das empresas devem ser removidas da atmosfera.

Empreendedores e visionários, em declarações à ´Wired´, afirmaram entender e participar na lei de Wright – o custo de uma inovação cai à medida que ela se encaixa –, adotando medidas essenciais nas suas empresas de tecnologias com vista na remoção de carbono.



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.