Casas dos vistos gold estão a ser emprestadas a chineses em quarentena

Há mais de duas semanas que a Liga dos Chineses em Portugal pede aos chineses que vêm da China que fiquem isolados de 14 anos, por precaução, numa espécie de quarentena.

À “TSF”, o presidente da Liga, Y Ping Chow, explicou que, até agora, conseguiram algumas casas, grandes, na região de Lisboa, com capacidade para cerca de quarenta a cinquenta pessoas. Porém, a maioria não pode ficar isolada em casa pois, por norma, os chineses vivem com a família ou com outras pessoas com quem trabalham, o que levou o centro de apoio à comunidade, criado pelo governo chinês e por associações de chineses em Portugal, a procurar casas onde quem chega da China possa ter um quarto só para si e entrega de comida.

De acordo com a “TSF”, as casas foram cedidas por chineses com imóveis vagos, comprados ao abrigo do programa dos vistos gold. O representante da comunidade diz que as casas que já estão a ser usadas estão cheias e, com o passar do tempo, há cada vez mais chineses a chegar. E há mais ofertas em cima da mesa, com a mesma origem, de investidores chineses com este tipo de autorizações de residência.

De Coimbra existiu um pedido de auxílio para encontrar um imóvel que receba os estudantes chineses que começam a chegar da China para o segundo semestre de aulas no ensino superior.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Quer ir ao Burning Man? Cuidado com os bilhetes falsos
Automonitor
#Ensaio – Mercedes-Benz GLC 220d – A medida perfeita