Canal do Suez: Egito tem de dragar quase 20 mil metros cúbicos de areia para libertar navio encalhado

A Autoridade do Canal de Suez (SCA) indica que entre 15.000 e 20.000 metros cúbicos de areia terão de ser dragados na área onde o cargueiro ‘Ever Given’ encalhou, no Egito, para poder libertar o navio e restaurar o tráfego.

Como relata a EuropaPress, o presidente da SCA, Osama Rabie, adianta que esta quantidade de areia deve ser removida da área para atingir uma profundidade entre 12 e 16 metros, para permitir a flutuação do navio, que encalhou na terça-feira.

Os trabalhos no terreno continuam em cooperação com a empresa holandesa de salvamento SMIT. Segundo Osama Rabie, os esforços “são realizados de acordo com os mais elevados padrões de segurança marítima” e “tendo em conta vários fatores, incluindo a natureza do terreno, a presença de argila e a distância de segurança entre o navio de carga e a draga”.

O governo egípcio avança que duas dragas e quatro escavadoras estão a participar nos esforços para remover a areia para tentar libertar o cargueiro, que tem 400 metros de comprimento e 59 metros de largura, e transporta 224.000 toneladas de mercadorias, de acordo com o jornal Al Ahram.

Oito navios rebocadores estão também envolvidos. O maior é o ‘Baraka 1’, com uma capacidade de reboque de 160 toneladas. Rabie salienta que o objetivo é assegurar que o tráfego marítimo não seja afetado, dado que cerca de 12% do comércio mundial atravessa diariamente esta rota, segundo a EuropaPress.

A empresa japonesa Shoei Kisen Kaisha, proprietária do ‘Ever Given’, pediu desculpa esta quinta-feira pela interrupção do comércio mundial e reconheceu que desencalhar o navio está a ser “extremamente difícil”.

O bloqueio do Canal de Suez pelo ‘Ever Given’, um dos maiores navios porta-contentores do mundo, causou um pico acentuado de mais de 3% no preço do petróleo na quarta-feira.

Ler Mais

Artigos relacionados
Comentários
Loading...