Câmara de Lisboa admite não cobrar estacionamento tal como no primeiro confinamento

A Câmara Municipal de Lisboa (CML), ainda se encontra a decidir o que fazer relativamente ao estacionamento da região neste período de confinamento que se aproxima. Se vai manter a cobrança, ou, à semelhança do que aconteceu em abril de 2020, isentar o seu pagamento, contudo esta última é uma hipótese a considerar, avança o ‘Expresso’.

Segundo a mesma publicação, que cita uma fonte oficial da CML, já houve uma reunião no sentido de “acautelar” e “adaptar medidas que já temos à nova realidade”, que é o novo confinamento anunciado ontem pelo primeiro-ministro, no entanto, ainda não foi tomada uma decisão definitiva.

O jornal, adianta assim que “a decisão está a ser estudada e será comunicada nas próximas horas”, contudo, de acordo com a mesma fonte, a isenção do pagamento de estacionamento na região de Lisboa, que aconteceu no primeiro confinamento, deverá repetir-se.

Esta é já uma evolução face ao declarado pela autarquia à mesma publicação no início da semana, quando foi referido que não se previa “nenhum tipo de suspensão no pagamento de parquímetros”, porque “as pessoas estão a trabalhar e não estão totalmente confinadas como estiveram em março e abril”.


Comentários
Loading...