Caio Paes de Andrade aprovado como novo presidente da Petrobras

A petrolífera brasileira Petrobras informou que o comunicador social Caio Paes de Andrade foi admitido como membro do conselho de administração da estatal e nomeado como novo presidente da empresa, após uma reunião extraordinária hoje realizada.

Com passagens anteriores no Governo brasileiro onde atuou como secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia e sem experiência no setor de petróleo e gás, Paes de Andrade foi indicado pelo Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, como substituto de José Mauro Ferreira Coelho, que ficou pouco mais de dois meses no comando da empresa.

A nomeação, divulgada pela Petrobras em nota, gerou polémica entre os sindicatos de trabalhadores da empresa, que anunciaram que levarão o caso à Justiça por entenderem que o novo chefe da estatal não cumpre os requisitos legais para assumir o cargo.

Esta é a quarta mudança na direção da Petrobras proposta pelo Governo brasileiro, na qualidade de acionista maioritário, desde que Bolsonaro assumiu o poder em janeiro de 2019.

Antes de Ferreira Coelho, o economista Roberto Castello Branco e o general da reserva Joaquim Silva e Luna presidiram à Petrobras.

Assim como os anteriores, este último movimento foi causado pela insatisfação do Presidente brasileiro com a política de preços que a Petrobras aplica para a venda de combustíveis no mercado interno, que está diretamente ligada às oscilações do mercado internacional, mas que em plena época eleitoral afeta a imagem de Bolsonaro, que aspira ser reeleito em outubro.

Apesar de controlada pelo Estado brasileiro, a Petrobras tem ações negociadas nas bolsas de valores de São Paulo, Nova Iorque e Madrid, regras que alegadamente impedem a intervenção direta do Governo brasileiro.

Nos últimos meses, devido a essas políticas, os preços dos combustíveis dispararam no Brasil e provocaram impacto na inflação, que há mais de 12 meses está em torno de 12% ao ano.

No último reajuste, realizado há pouco mais de uma semana após três meses sem aumento, os preços da gasolina subiram 5,18% e os do diesel 14,26%.

Paes de Andrade, 47 anos, é formado em comunicação e tem pós-graduação em administração e gestão pela Universidade de Harvard e mestrado em administração de empresas pela Duke University, também nos Estados Unidos.

Andrade vinha atuando como assessor do ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes.

No governo de Jair Bolsonaro, foi diretor do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), empresa pública de tecnologia da informação, e posteriormente nomeado secretário de Desburocratização, Gestão e Governo Digital na pasta da Economia.

O novo presidente da Petrobras também liderou mais de 20 fusões e aquisições de empresas e participou da fundação do Instituto Fazer Acontecer, organização voltada para a transformação social de crianças e adolescentes, através do desporto, no estado da Bahia.

Diante da decisão do conselho de administração de aprovar Paes de Andrade como presidente da petrolífera estatal, a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Associação Nacional dos Acionistas Minoritários dos Petroleiros da Petrobras (Anapetro), anunciaram que irão à justiça “por ato lesivo à administração pública pela nomeação de pessoa sem experiência para o cargo”.

Ler Mais


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.