Caiado Guerreiro assessorou venda da Lauak Portugal à francesa Lauak Sarl

A Caiado Guerreiro assessorou venda de 60% do capital da Lauak Portugal à Lauak Sarl, a sua congénere francesa que não detinha qualquer participação na empresa nacional.

Em comunicado, a Caiado Guerreiro informa que a transação de venda foi feita pela Ama Lur Enoturismo, S.A., até à data detentora de 68,97% do capital da empresa de aeronáutica, e foi realizada com o apoio da equipa da Caiado Guerreiro liderada João Caiado Guerreiro, pela advogada e sócia, Joana Gomes dos Santos, pela advogada e sócia da equipa de Fiscal, Ana Castro Gonçalves, pela advogada Neuza Felizardo Carreira e por Tomás Melo Ribeiro.

Fundada em 1975 com o nome ESKULANAK, pelo seu atual cogerente Jean-Marc Charritton, o Grupo LAUAK começou por fornecer componentes de chapa metálica à Dassault Aviation. Atualmente é um dos principais fabricantes-fornecedores de componentes primários, subconjuntos e montagens para a indústria aeronáutica, em particular para a Airbus e Dassault.

O Grupo, com fábricas em França, Portugal, Canadá e México, é hoje gerido por Mikel Charritton e Jean-Marc Charritton. Em Portugal a empresa foi criada e administrada por Armando Gomes, que, com a sua equipa, construiu a Lauak Portugal enquanto empresa de sucesso e referência no setor, que emprega hoje cerca de 700 trabalhadores nas fábricas de Setúbal e de Grândola.

O volume de negócio da empresa ascende a 50 milhões de euros em exportações.

Covid-19: Lauak quer despedir mais de 200 trabalhadores em Setúbal e Grândola

Ler Mais



loading...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.