Bruxelas já recebeu pedido de extradição de Puigdemont: “Vai para análise judicial minuciosa”

Bruxelas já acusou a recepção do novo mandado de detenção emitido por Espanha contra o ex-chefe do governo regional da Catalunha: «Considerando a complexidade do processo e os dois mandados europeus de captura anteriormente emitidos contra Puigdemont, o caso irá exigir uma análise judicial minuciosa.» Esta foi a resposta do Ministério Público de Bruxelas ao terceiro mandato de detenção do antigo líder catalão, actualmente em exílio na Bélgica, emitido esta quarta-feira pelo Supremo Tribunal Espanhol, avança a “Reuters”. 

Os tribunais belgas serviram-se do mesmo critério que usaram para rejeitar os dois primeiros pedidos espanhóis, em 2017 e 2018. O último mandado foi redigido em espanhol e a lei belga exige que seja escrito numa das três línguas nacionais da Bélgica ou em inglês, disse um porta-voz do Ministério Público de Bruxelas, acrescentando que uma nova revisão  pode levar semanas.

Espanha emitiu um novo mandato de detenção com vista à extradição de Puigdemont após a condenação de outros nove dirigentes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão.

Puigdemont, recorde-se, esteva à frente do Governo da Catalunha quando se avançou com o processo de independência, em 2017. Vive em exílio autoimposto, na Bélgica, depois de ter proclamado e suspenso a independência da região em meados de Outubro desse mesmo ano. Chegou a ser detido na Alemanha em Março de 2018, mas foi libertado em Abril, sob fiança.

Artigos relacionados
Comentários
Loading...

Multipublicações

Marketeer
Nescafé Dolce Gusto abre casa pop-up só para amantes de café
Automonitor
SEAT Mii electric quase a chegar